Em 11 de Novembro de 2020 às 23:00

 

A assembleia ocorrida em 11/11/2020 teve caráter consultivo, em virtude do quórum abaixo do necessário para deliberações.


Informes:

  • Avaliação de curso IC com FEEC. Haverá meet sobre a avaliação.
  • Estão sendo consideradas tem propostas pra alterar significativamente a Engenharia da Computação. Há formulário aberto sobre o tema.
  • GEIC - Grupo de Empoderamento do IC está organizando atividades do mês da consciência negra.
    • 20/11 racismo algoritmo
    • 27/11 sexualidade e raça
  • Eleições do IC até 12/11/2020. Ver e-mail da dac. É necessário o acesso com o vpn.
  • O CACo está preparando o fim de ano do CACo, evento de retrospectiva.


Pauta:

  • Reforma no sistema de bolsas da Unicamp.


Discussão:

  • Apresentação de panorama da situação atual da universidade por parte dos membros do CACo:
    • PL529 aprovado, não incluiu o saque ao caixa das universidades. Corte de 72 milhões acatado prontamente. Isenções de impostos e não aumento do repasse para acompanhar aumentos de campus/vagas/pessoal.
    • Reforma do SAE
    • Da forma originalmente proposta, com tentativa de aprovação sem consulta prévia com entidades estudantis:
      • Cria condições para cortar as bolsas no futuro.
      • Substituição dos critérios existentes de necessidade/demanda para critérios supostamente meritocráticos e adequação ao orçamento.
      • Permite cortes de bolsas por suposta falta de fundos.
      • Estima-se que 400 bolsistas já perderiam as bolsas.
      • Abre caminho para financiamento privado de bolsas, muda a lógica de que deve haver acesso universal à educação.
  • Foi levantado em algumas falas e também em resposta a questionamentos dos presentes um breve histórico da proposta da reitoria e grupos de trabalho subsequentes:
    • Reitoria apresentou proposta e tentou passar diretamente.
    • Após ser retirada de pauta, foi criado grupo de trabalho estudantil que elaborou contra-proposta.
    • A reitoria criou novo grupo de trabalho supostamente para incluir os estudantes na discussão.
  • Levantou-se que o grupo de trabalho não foi organizado para buscar consenso sobre as melhores políticas de permanência, objetivo declarado dos estudantes. Ao invés disso, logo nas primeiras reuniões realizou votação sobre os pontos mais polêmicos entre proposta original e contra-proposta estudantil. Como os estudantes são minoria neste grupo de trabalho organizado propositadamente desta maneira, a contra-proposta estudantil foi "derrotada" nestes pontos.
  • Teme-se que essa proposta do grupo de trabalho seja apresentada como consenso entre estudantes e reitoria para os membros da CEPE.
  • Teme-se que tentem aprovar essa proposta sem o devido escrutínio público, principalmente por parte dos estudantes, durante as férias ou logo no início da próxima gestão.
  • Os presentes foram convidados a participar do gt de mobilização e a participação nos protestos, que efetivamente têm obtido resultados.
  • Foi sugerido por participante e acatado pelo Centro Acadêmico considerar o uso da plataforma de ativismo "www.bonde.org", que foi usada para campanhas como o "Amazônia Contra Covid" e "Mais do que palmas", para, por exemplo campanha de e-mails em massa. Será avaliado levar tal plataforma para os gts.


Votação:

  • Elaborar nota por parte do centro acadêmico sobre o posicionamento do curso acerca do caráter social e público da universidade, bem como atrelar as votações do CACo em quaisquer reuniões e assembléias a esse interesse.
    • Aprovada por unanimidade.
  • Declarar apoio total às mobilizações do gt de mobilização, sem descartar fazer chamados de mobilização a partir do próprio Curso/CACo
    • Aprovada por unanimidade.
  • Elaborar carta voltada para os gts e membros do CEPE solicitando que esta pauta não seja votada antes de maio. Tal carta deverá ser encaminhada após a elaboração da contra-proposta pelo grupo de trabalho conjunto, caso constatada real possibilidade dessa votação ocorrer em período de pouca movimentação estudantil.
    • aprovada por unanimidade.