Em 29 de Maio de 2019 às 17:00

Assembleia geral d*s estudantes de computação, 28 de Maio de 2019

Assembleia não deliberativa, dentre 75 pessoas presentes, havia 75 membros do CACo presentes, sendo que a lista de membros (excluindo quem já não faz parte da graduação ou pós-graduação de computação) possui 500 pessoas. Não foi batido o quórum em segunda chamada com 15% dos membros do CACo presentes dos 33,3% dos membros do CACo presentes que são necessários.

 

Pauta:

- A paralisação no dia 30 de maio.

 

Discussão:

Primeiro discurso:

    Na paralisação do dia 30 de maio é uma forma de manter aquecida a mobilização dos estudantes  para a grande paralisação no dia 14 junho. É importante manter as mobilizações para impedir os cortes da educação que ainda estão sendo feitas. Manter a luta nas ruas cria consciência e defesa pela educação. 

 

Segundo discurso:

    Houve presença do ”mamãe falei”no PB ontem, comentando sobre cobrança de mensalidade na universidades entre outros.

 

Terceiro discurso:

    Comentário sobre o “mamãe falei” e que não houve nada positivo durante a sua presença no PB. 


 

Segundo item da pauta
- Informe: 

    1 - Divulgação de revistas informativas 

    2 - Amanhã, 17h30, no PB irá rolar uma roda de conversa sobre o que está acontecendo.

 

Votação:

A votação aconteceu por contraste (vemos a quantidade de pessoas a favor, de pessoas contra e, se fosse necessário, contaríamos) pois muitos tem aula, a discussão foi muito homogênea e ninguém foi contra a votação dessa forma.


 

- Proposta

    Reunião do CAF aberta para organizar as atividades

    Criar grupo de mobilização já se preparando para a paralisação do dia 14.

        Aprovado por contraste.

    Fazer um calendário com todas as atividades dos alunos, para saber o melhor dia para realizar atividades. (os alunos irão enviar suas atividades pela página do CACo). Foi dado a ideia de passar um forms pela página e email.

CACo fará o forms

    Fazer uma assembleia até o fim do ano para a mudança do estatuto em relação as assembleias.

Mandar emails aos professores para que não realizem atividades que possam prejudicar muito o aluno que participar das paralisações.